« Home | ATENTADO CONTRA ISAÍAS SAMAKUVA, PRESIDENTE DA UNI... » | Tras 19 meses de detención sin juicio, al periodis... » | De Juana, héroe, mártir y asesino suelto CARLOS MA... » | FAMILY OF PRISONER OF CONSCIENCE, DR. OSCAR E. BIS... » | Madrid: CDS com vítimas do terrorismo Decorreu ... » | Suspenden juicio contra periodista independiente T... » | Agredido periodista independiente encarcelado Cieg... » | En celda de castigo prisionero de conciencia Por L... » | Detienen opositor pinareño en Ciudad Habana Robert... » | Niegan asistencia medica a prisionero de concienci... »

COMUNICADO

Condenação do atentado contra Isaías Samakuva, Presidente da UNITA


1. Tendo tido conhecimento das notícias que dão conta do atentado de foi alvo o presidente da UNITA, Isaías Samakuva, no passado Sábado, dia 3 de Março, durante uma visita à Província do Cuanza Norte, na cidade de Camabatela, apontando-se agentes da polícia como responsáveis, o CDS-PP manifesta a sua profunda preocupação face a este acontecimento.

O CDS transmitiu a sua solidariedade à UNITA e ao seu Presidente, que é também o Presidente da UPADD – União dos Partidos Africanos para a Democracia e o Desenvolvimento (região da África Austral).

2. O Presidente do CDS-PP contactou já as autoridades angolanas através dos Embaixadores em Lisboa e Bruxelas, a quem solicitou informações oficiais acerca do sucedido.
O CDS espera que actuarão de forma firme e exemplar no julgamento e punição dos autores morais e materiais deste acto e que não deixarão de veicular de forma clara a sua condenação deste tipo de acções.

3. De igual modo, dirigiu-se ao Governo de Portugal e às instituições europeias, nomeadamente ao Parlamento Europeu e Comissão Europeia, a quem também pediu informações e ajuda para a consolidação do Estado de direito democrático naquele país e respeito dos direitos políticos democráticos.

4. O CDS-PP deseja que Angola avance no caminho da paz, da tolerância e do respeito pelos Direitos Humanos e pelo pluralismo democrático e apela a todos os amigos de Angola para que contribuam nesse sentido.

Lisboa, 5 de Março de 2007

Gabinete do Presidente do CDS-PP